Imprimir

descobri que meu filho usa droga, o que fazer?

O meu filho (a) é usuário de drogas. A desconfiança tornou-se realidade. O que devo fazer? Este artigo orienta os pais, que estão nessa situação.
Quando os pais descobrem que seu filho (a) usa drogas, creio que é um dos piores momentos enfrentados por uma família, onde envolve sentimentos de culpa, traição, mágoas da parte do filho (a) para com eles.
Selecionamos algumas atitudes práticas para os pais lidarem com o problema da dependência química de seu (sua) filho(a):

NÃO SE DESESPERE
Atitudes precipitadas vêm sucedidas do desespero, perdendo assim uma rica oportunidade de ajudar o usuário de drogas. Acalme-se, não adianta se desesperar.
Parece uma dica simples, mas nesse momento é fundamental pelo simples fato de o problema já está gerado. Seu filho(a) está usando drogas restam-lhe agora encontrar a solução.
Somos seres humanos e é quase impossível não se desesperar nessa situação. Não devemos tomar nenhuma atitude quando estamos confusos; magoados, frustrados, de fato não estamos equilibrados emocionalmente para tomada de decisões.

NÃO DESCARREGUE SUA IRA
Palavras mal proferidas machucam muito, deixa marcas profundas em nossas vidas. Esse momento não é de acusações, de ofensas, sentimentos de culpas.
Devemos buscar muita força e sabedoria a Deus para uma solução pacífica. Há muitos pais que os coloca para fora de casa, agridem fisicamente, satisfazendo somente sua ira e revolta.
Demonstre para ele toda sua frustração, mágoa, tristeza, em um diálogo franco e honesto, sem alteração de voz. O maior objetivo nesse diálogo é ele reconhecer o seu erro. Busque juntos, pacificamente, uma forma de ajudá-lo.

NÃO FACILITE
Talvez você me pergunte: “se eu não devo me irar (com palavras e atitudes) e também não devo facilitar, então, como agirei? Eu respondo com apenas uma palavra: equilíbrio.
Dê limites a seu filho. Afinal, você é o pai ou mãe, e ele mora em sua casa. O filho precisa sentir que em sua casa há disciplina. Quem deve mandar em sua casa é você. Você não é filho, mas sim o pai (ou mãe).
Parecem infantis minhas considerações, no entanto é pura realidade. Vemos em muitas famílias as inversões de valores. Pais que agem em casa como se fossem filhos. Filhos que mandam mais que os pais, as vezes são eles que mandão em casa. Pais obedecem e são submissos aos filhos.
Dê responsabilidades a seus filhos com tarefa domestica, por mais que você tenha empregada. Isso é muito importante, pois a irresponsabilidade é um dos maiores defeitos de caráter de viciado.
Além de dar responsabilidades, a família não deve assumir os compromissos feitos pelo dependente. É o dever de a família tirar esse defeito. Veja algumas dicas:
Deixe-o resolver seus próprios problemas.
Não pague suas dívidas.
Não dar o que ele não estiver merecendo.
Fazendo isso, você contribuirá muito com a recuperação do seu filho. Por mais que seja difícil dizer não, essa é a única solução que o ajudará a encontrar o caminho da recuperação. Somente quando perdemos algo, é que damos valor. O sofrimento é a estrada, que nos conduz a rever nossos conceitos e valores.

AME CADA VEZ MAIS SEU FILHO
Quando orientamos a você não facilitar a vida do usuário, não estamos dizendo que você não deva amar o seu filho. Amar é também corrigir e toda correção é dolorosa, tanto para quem corrige, quanto para quem recebe a disciplina. Essa mistura tem que ser homogênea. Costumo dizer que é um jogo em que não há vitória, sempre deve está empatado: 10 AMOR X CORREÇÃO 10.
Equilíbrio é a palavra chave.

PROCURE AJUDA
Quando eu digo procurar ajuda, me refiro tanto a família, quanto ao D.Q. O usuário precisa de ajuda porque é dependente da droga. A família por sua vez, é “prisioneira” do vício do dependente químico.
Chama-se Codependência o nome do problema da família e precisa ser tradada. Temos presenciado o sofrimento das famílias, e vemos que eles são tão afetados quanto o usuário por causa das drogas e seus efeitos.
Ajudando seu filho, sem receber orientação específica, estarão “dando murro em ponta de faca”. Como um cego ajudando outro cego a atravessar uma Avenida. Busque ajuda para você e seu filho.

Testemunhos

       

twitter.com/SomenteCristo

Além do facebook, você também pode nos acompanhar pelo twitter!

facebook.com/somentecristo

Estamos no Facebook, curta nossa fã-page!

Em breve no YOUTUBE

Estamos em desenvolvimento do nosso canal de vídeos no YOUTUBE, aguardem!